Safra de grãos deverá ser 10% menor no Rio Grande do Sul

A próxima safra de grãos deverá ser 10% menor no Rio Grande do Sul em relação ao ano passado, se as projeções atuais forem mantidas. Conforme levantamento da Emater, divulgado na manhã desta terça-feira (29) durante a 40ª edição da Expointer, o Estado deverá colher 29,94 milhões de toneladas, contra 33,3 milhões no ciclo anterior. 

O produtor vem de uma sequência de safras recordes e bons preços. Agora o cenário é de cautela, com renda menor e armazéns cheios – disse Clair Kuhn, presidente da Emater.

Além da redução do volume a ser colhido, a previsão é de uma diminuição de 15% no faturamento da próxima safra. A renda bruta da colheita de verão será de aproximadamente R$ 25,27 bilhões, se os preços atuais se mantiverem. A redução é decorrente da baixa de preço dos principais produtos agrícolas.

O campo gerará menos riqueza no cenário atual. A oscilação de preço de produtos como soja, milho e arroz impacta diretamente a produção – avalia o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Tarcísio Minetto.